Alerta Final

Visite a página no face book geziel.costa

quinta-feira, 31 de julho de 2008


Entrevistamos o pr Altair Germano, pastor, teólogo, educador, Presidente do Diretório Estadual da Sociedade Bíblica do Brasil em PE, membro do Conselho Consultivo e do Comitê Nacional de referência e apoio ao Ano da Bíblia da Sociedade Bíblica do Brasil, secretário do Conselho de Educação e Cultura Religiosa da CGADB, presidente do Conselho de Doutrina da UMADENE, superintendente geral da EBD da AD em Abreu e Lima - PE, capelão e professor da FATEADAL. O pr nos atendeu com disposição. Segue a valiosa entrevista que contribuiu para o blog e com certeza, para o entendimento e elevo espiritual dos leitores do Alerta Final. O endereço do blog do pr é:http://www.altairgermano.blogspot.com/

1.Alerta final:
Pr. Altair Germano, como foi sua chamada para a salvação e sucetivamente ao ministério?


Me converti aos 22 anos de idade. Logo após ter um sonho, entendi que o Senhor me chamava. Comecei a ler a Bíblia, onde percebi minha condição de pecador e recebi Jesus como meu Senhor e Salvador. Nasci de novo enquanto lia as Escrituras. Ainda novo convertido, o Senhor falou-me de seus planos para minha vida, e isto incluía o ministério pastoral. Procuro até hoje me manter dentro da vontade de Deus, para que em minha vida seu nome seja glorificado.

2.Alerta final:
Como secretário do Conselho de Educação e Cultura Religiosa da CGADB, qual sua análise do conhecimento bíblico na igreja hoje?

Ouve com certeza uma evolução na procura e qualidade, e uma menor resistência das lideranças. O ensino teológico sempre foi visto com desconfiança nas Assembléias de Deus. Achavam que a igreja “esfriaria” com o conhecimento bíblico acadêmico. A teologia sadia não esfria a igreja, antes, promove o avivamento genuinamente bíblico.

3.Alerta final:
O que devemos fazer em relação ao crescimento das heresias e modismos teológico?

Combatê-las veementemente por todos os meios e de todas as formas possíveis, dentro dos princípios bíblico-cristãos.

4.Alerta final:
Qual a postura da igreja na pós-modernidade?

Contextualizar-se sem secularizar-se. É possível e preciso ser uma igreja bíblica, com uma mensagem e padrões de conduta relevantes para o mundo pós-moderno, sem precisar negociar com as idéias relativistas e pluralistas.

5.Alerta final:
Defina com suas palavras a igreja como organização e como organismo.

A igreja organização é a que dá corpo e sentido temporal à igreja organismo. A igreja organismo é a que dá vida e sentido espiritual à igreja organização

6.Alerta final:
Como organização a igreja tem cumprido seu dever?

Sendo composta por pessoas humanas, falhas e limitadas, sempre há de se esperar o melhor da igreja como organização, seja nos deveres espirituais, quanto nos deveres sociais, políticos etc.

7.Alerta final:
Qual sua posição em relação às leis em tramitação no Congresso quanto ao Aborto, Células Tronco, Homofobia, Casamento Gay?

Estes projetos e leis ferem princípios bíblicos inegociáveis. Desta forma, não os aprovo.

8.Alerta final:
Seu blog tem repercutido nacionalmente, como o senhor recebe as críticas?

Recebo elogios, sugestões e duras críticas pelo blog. Como também faço contestações e críticas, não tenho do que reclamar. Procuro sempre nas críticas, perceber se há fundamento ou não. Quando percebo que exagerei, busco me retratar. O blog é um misto de notícias, informações, estudos bíblicos e abordagem de questões práticas e polêmicas. A fórmula tem dado certo para a glória de Deus. Creio que foi Ele quem e abriu esta porta.

Anos atrás, o Senhor me falou que tornaria o meu nome conhecido em muitas partes do mundo, para a Sua glória. Através do blog, Ele tem cumprido com a Sua sempre fiel palavra.

A Deus, honra, glória e louvor!



quarta-feira, 30 de julho de 2008

Oração pelas chaves



Está se tornando cada vez mais comum em nossas igrejas os modismo herdados dos neopentecostais. Antes reprimíamos as campanhas específicas de milagres nessas igrejas. Sempre advertimos sobre os galhos ungidos, folhas ungidas, fitas, laços, pulseiras ungidas e etc. A nossa proteção é Jesus, leia o (Sl 91). Mas aos poucos estamos adotando os mesmos modismo. Começamos com as campanhas específicas de milagres, não que não creiamos em milagres, mas que nessas campanhas é comum esquecer Jesus e por em seu lugar, bênçãos, milagres e prosperidade. A ordem está invertida.


Os pioneiros sempre pregavam: Jesus salva, batiza cura e leva para o céu. Hoje se prega milagres, bênçãos, prosperidade e por último Jesus, isso quando falam dele. Não é a campanha em si, mas os objetivos dela que estão errados. A nossa prioridade é Jesus. O maior milagre, a maior bênção e a maior prosperidade que os humanos podem alcançar, continua sendo a salvação da alma. Jesus é o tema central da Bíblia. A maior necessidade humana.


Mas o que quero destacar aqui é a oração por chaves. Qual o objetivo de orar por chave? Para ela não enferrujar? Não quebrar? Não enguiçar? Logo estarão ungindo chaves carros, casas. etc. Alguns ainda ficam irritados quando discordamos disso tudo. Querem que concordamos ou aceitamos à força estas coisas. Estamos cansados de saber que a crítica é constitucional, não podemos ofender é claro. Alguns quando são criticados mandam-nos se danar e se lascar. Sim! Isso mesmo que você leu caro leitor! Ouvi dois obreiros de projeção ministerial dizerem: "Quem não concorda com a oração por chaves que se danem!" O outro disse:" irmãos, não andem e nem falem com esses críticos, se não vocês se lascarão como eles, são todos lascados!". São obreiros de igrejas que tem uma carreira brilhantes, mas que falta maturidade.


Continuo no meu direito de discordar, até que me provem ao contrário, e com respaldo Bíblico, e sem misticismo. Se quiserem continuar orando e orando cada vez mais por chaves, que continuem, mas sem empurrar-nos isto de goela a baixo como se fosse um mandamento bíblico. Precisamos tomar atitudes como a dos bereanos, leia (At 17.10-12). Era o Dr Paulo que estava ensinado, mas eles preferiram conferir se ele estava ensinado de acordo com as Escrituras.


Participava de um culto público em uma igreja, grande por sinal, quando me incumbiram a missão de orar por uma chave de uma moto, que um irmão daquela igreja tinha recebido. Ainda me disseram: "Se você nunca orou por chaves, vai orar hoje". Cumprimentei a igreja e disse:"Irmãos, o ato de orar por esta chave é simbólico. Na verdade ela está aqui representando como prova a bênção que o irmão recebeu. Como seria impossível para ele trazer a moto para os irmãos verem a bênção, está aqui as chaves representando ela". Quis amenizar a situação para não tornar-me deselegante, e disse ainda. "Mas vamos orar pelo irmão, agradecendo a Deus pela bênção adquirida, e para Deus o guardar, e ajudar a administrar as bênçãos, ele sim precisa de oração".


Nós que precisamos de oração, para recebermos ajuda e proteção de Deus, e tudo o que temos também será abençoado. Foi assim com José, onde ele punha as mãos era abençoado.


Abraços

Texto escrito por

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Separação de obreiros em Cuibá - MT

No mês de Julho, em Cuiabá todos os anos temos a Escola Bíblica. Onde diversos pastores do país estão ensinado e pregando a palvra de Deus. Em continente vem a sagração para o diaconato e o presbiterato. Nesse ano algumas centenas de diáconos e presbíteros foram consagrados.

A igreja tem crescido, e Deus tem chamados cervos para trabalhar na seara. Veja algumas fotos da ocasião.

Da direita para a esquerda, diácono Daniel, presbítero Elias, diácono Ismael, pr Eurico (pr do setor Fragelli), presbítero Marcos, diácono Geovani, e Ev Martinho. Esses são os novos obreiros do Fragelli, Várzea Grande.

pr Eurico observando os obreiros serem separados







Geziel

terça-feira, 15 de julho de 2008

Homossexual processa editoras de Bíblias por causa de versículos bíblicos contra o homossexualismo



Peter J. Smith


NASHVILLE, Tennessee, EUA, julho de 2008 (LifeSiteNews.com) — Um homem homossexual perturbado com versículos da Bíblia que condenam o homossexualismo como pecado decidiu — em vez de processar Deus ou exigir indenização do Espírito Santo — perseguir duas editoras cristãs por suas versões da Bíblia, as quais ele diz violam seus direitos constitucionais e lhe causam sofrimento emocional e instabilidade mental.


Bradley LaShawn Fowler de Canton, Michigan, entrou com uma ação num tribunal regional de Michigan em 7 de julho contra a Editora Zondervan buscando uma indenização de 60 milhões de dólares. Fowler também entrou com outra ação no começo de junho buscando uma indenização de 10 milhões de dólares da Editora Thomas Nelson, com sede em Nashville, Tennessee.
Fowler está representando a si mesmo em ambos os casos. O juiz Julian Abele Cook Jr. negou-se a aceitar o pedido de Fowler para que um advogado nomeado pelo tribunal o representasse no caso da Thomas Nelson, dizendo: “O tribunal tem algumas preocupações legítimas acerca da natureza e eficácia dessas queixas”.


Fowler, de 39 anos, culpa as referências ao homossexualismo como pecado na Bíblia da Zondervan por seu relacionamento precário com sua família, seus próprios períodos de “desmoralização, caos e confusão”, e até mesmo a morte do homossexual Matthew Shepard. Shepard foi brutalmente assassinado em 1998 num crime que foi amplamente noticiado como sendo motivado pela homossexualidade de Shepard, embora uma notícia da rede ABC em 2004 tenha mostrado evidência contrária a essa alegação.


Fowler disse que ele foi criado com uma educação religiosa que ensinou a ele que a homossexualidade é um estilo de vida de pecado.


“É por isso que fiquei completamente perturbado depois de descobrir que o termo homossexual foi adicionado à bíblia em 1982, e então removido em 1994 sem consideração alguma às muitas vítimas que cometeram suicídio ou foram assassinadas por causa de sua preferência sexual de homossexualidade”, escreveu ele em seu blog “Bradley-Almighty” [Bradley-Todopoderoso].
Ele continua: “Lamentavelmente, porém, a editora que iniciou a guerra mental contra os homossexuais jamais tentou pedir perdão a Matthew Shepard ou a ninguém mais que perdeu a vida, por causa de suas tendências maliciosas e rigorosas”.


Fowler diz que as editoras de Bíblias são parte de uma vasta conspiração que planeja documentos sagrados para fazer com que “eu e outros que são homossexuais soframos abusos verbais, discriminação, episódios de ódio e violência física, inclusive assassinatos”.
Fowler diz que ele está muitíssimo descontente porque a Editora Zondervan usa a palavra “homossexual” em vez de utilizar outras palavras que indicam a mesma coisa. Em seus blog, Fowler explica que na edição de 1964 da Bíblia, a palavra usada em 1 Coríntios 6, versículo 9, era “efeminados”, onde a passagem dizia:


Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas… (1Co 6:9-10)
Na edição de 1982 a palavra “efeminados” foi traduzida como “homossexuais”, enquanto na versão de 1987 foi traduzida “aqueles que participam de conduta homossexual”.
Mas a edição de 1994, diz Fowler, de novo denuncia “efeminados” e “sodomitas”.
Fowler então pergunta a seus leitores:


“Qual dessas versões é verdadeira? Qual não é?” Ele então continua a dizer que a editora deveria ter publicado um aviso acerca da mudança de termos. Ele alega que a mudança está provocando violência contra os homossexuais.
O processo também pode servir como campanha publicitária para a sabedoria bíblica que o próprio Fowler afirma ter. Ele está estreando o livro “365 Razões para Estudar a Bíblia”. Um anúncio diz que o livro é “compilado com extensas pesquisas coletadas para um processo civil contra uma das maiores e mais respeitas editoras de Bíblias dos EUA”, e outro anúncio diz que o livro leva o leitor “numa viagem pelo tempo… lentamente expondo segredos escondidos que as editoras de Bíblias lutam febrilmente para manter ocultos do público geral há séculos.


Uma avalanche de segredos que estão mantendo escravizados milhões de pessoas no mundo hoje”.
Um porta-voz da Editora Zondervan disse ao canal de TV WOOD em Grand Rapids que a editora não traduz Bíblias nem possui o direito autoral, mas confia na opinião acadêmica de confiáveis comitês de tradução.


Traduzido e adaptado por Julio Severo: www.juliosevero.com
Fonte: LifeSiteNews

quarta-feira, 9 de julho de 2008

O Casamento da Eliza e Cleomar

a viagem de volta

as meninas do melodia divinal



o jantar




o templo em sonora





a noiva




a galera




de volta pra casa




em sonora MS





grupo melodia divinal



os rapazes e o líder rrrrrrrrrssssssss bacana kkk




Enquanto a sociedade moderna, juntamente com os formadores de opinião, tem o prazer de apresentar casamentos dissoluto, divórcio, amor livre, prostituição etc. Tenho o prazer de apresentar o casamento de um casal de jovens que se resguardaram todo a vida até o matrimonio.

No dia sete de Julho de 2008, aconteceu o enlace matrimonial de Elisa e Cleomar. Ela veio do interior de Mato Grosso do Sul, para estudar aqui aqui em Várzea Grande, e logo após concluir seu curso na Faculdade, casou-se com o jovem Cleomar, também de Sonora MS, ele obreiro diácono da igreja. Passaram por todo o período de adolescência e juventude, enfrentando as ideias relativistas dos professores na faculdade. Mas por ter princípios cristão, e convicção da salvação, venceram todos os desejos da carne, do mundo, as filosofias mundanas, os convites e as facilidades oferecidas a qualquer jovem na faculdade.

Continuaram puros até o casamento, e continentemente continuarão no casamento. É digno de nota este evento, por serem eles aplicados e dedicados na obre de Deus. Enquanto o mundo publica o pecado que gera a morte, propaga a promiscuidade de pessoas devassa, estamos apresentando o exemplo de pessoas que realmente serve a Deus, para mostrar aos outros jovens que podemos ser cristãos autênticos, neste mundo que jás do maligno.

Abraço a todos e felicidades ao casal.
Geziel S Costa





video




vejam o vídeo


















quarta-feira, 2 de julho de 2008

As doenças do nosso século( 3° Trimestre 2008)



A nova lição da EBD (As curas que a Bíblia oferece)


Uma retrospectiva na história humana, deixa-nos intrigados. Ao longo dos séculos, o homem evolui. Estatísticas dizem que nos últimos dez anos, a ciência se multiplicou mais que os últimos cem anos. O profeta Daniel deixou registrado para os entendidos saberem das palavras de Deus, o tempo do fim: " e a ciência se multiplicará" (Dn 12.4).


Mas com a conquista da ciência, o aprimoramento da história, a evolução da tecnologia, veio acompanhado em seu bojo, as doenças do século. O indiferentismo espiritual, a ansiedade e o medo pairam sobre o mundo e chega a bater na porta de muitas igrejas. Dirido pelo Espírito Santo, Charles Finney chegou a escrever sobre o tema no século XVIII, no seu postulado de Teologia Sistemática, falando da depravação moral dos agentes morais irrenegados de nossa raça que hoje é total.


No livro: A última advertência de David Wilkerson à América, escrito por Nick Cruz em 1997, Wilkerson usado pelo Espírito Santo, profetiza sobre esses dias de comodismo e frieza espiritual, tempo este que o apóstolo Paulo chama de trabalhosos, onde a naturalidade das coisas é deturpada, e a perversão chaga a corroer a alma dos humanos. O mundo está hoje como disse o profeta Isaías: "Desde a planta do pé até à cabeça não há nele coisa sã, senão feridas, e inchaços, e chagas podres, não espremidas, nem ligadas, nem nenhuma delas amolecida com óleo"(Is 1.6).


A lição da EBD desse trimestre, veio ajudar a amenizar a situação com a ajuda do Espírito Santo. Veio oferecer curas para o espiritual, coisa que a ciência não entende, porque trabalha com a observação e o experimento, pois são seus métodos científicos. A alma o espírito a fé, não pode ser observada pelo método científico, a situação do mundo e as doenças tratadas nesse trimestre foge do controle científico. Mas Deus tem o remédio para essa situação. Vamos receitar a Bíblia neste trimestre, vamos apresentar Jesus o Médico dos Médico. O maior psicólogo, quem mais entende de comportamento, atitudes, alma espírito, é Deus porque foi ele quem fez o homem. "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei"(Mt 11.28).


Ele deixou o manual para o homem. Quem fabrica um eletrodoméstico oferece um manual. Deus fez o homem e deixou a Bíblia como manual. Temos a solução para o mundo doentio, neurótico, oprimido e patológico. Temos solução para os lares em crises e separados com filhos violentos e nas drogas. Jesus é a solução para a sociedade enferma com os valores morais comprometidos. Que Deus possa nos abençoar na propagação do ensino de sua palavra e deste assunto nesse trimestre, e que possamos ao final colher os frutos do ensino.


Sucesso a todos

Abraços

Geziel S Costa