Alerta Final

Visite a página no face book geziel.costa

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

A RESSURREIÇÃO NO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO

A ressurreição no AT é mostrada às vezes com a restauração de Israel. Esta ideia está explícita nos livros de (Ez 37.12-14; Os 6.2; Is 26.19). Mas a ressurreição no AT era esperada, apesar de pouca clareza, percebemos a crença na ressurreição. Jó fala de uma maneira esperançosa demonstrando crer na ressurreição (Jo 19.26,27). Daniel escreve que haverá uma ressurreição de corpos, tanto para justo quanto para os ímpios (Dn 12.2).

No dia de pentecostes, ao cair o Espírito sobre os discípulos, Pedro no seu sermão mostrou a crença na ressurreição. O livro de Isaías no capítulo 53 está relatado o sofrimento de Cristo, que sofreu injustamente até a morte. Mas a satisfação do Messias é mostrada do seu trabalho é descrita no livro. Isaías faz uma forte alusão à ressurreição de Cristo.

Pela ocasião do arrebatamento da igreja, os que são fiéis e fazem parte da igreja de Cristo ressuscitarão. Esta igreja não tem placa, denominação específica, nem raça, mas são todos os santos seguidores de Cristo e fiéis à sua Palavra, estes subirão no arrebatamento.

Agora os santos que morrem em Cristo hoje, sem alcançar a promessa do arrebatamento, mas morrem fiel a Deus, estes ressuscitarão e serão arrebatados juntos com os santos, veja nas palavras de Paulo: “Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.
Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre” (1 Ts 4:16-17).

Veja que Paulo não esperava a morte, mas o arrebatamento, ele usa o verbo presente quando afirma “os que estivermos vivos seremos arrebatados”, ele se incluía nos arrebatados. Escrevendo aos coríntios, ele se incluía também neste grande evento: “Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados” (1 Co 15:51). Grifo meu. Paulo escreveu esta carta aos coríntios, porque os filósofos gregos não criam na ressurreição do corpo. Apesar de crerem na imortalidade da alma. Essa influência chegou a levar muitos cristãos em Corinto a dizer que não há ressurreição. Paulo escreve a carta com argumentos contundentes provando que haverá a ressurreição.

2 comentários:

Antonio Batalha disse...

Amigo sei que é possivel seguir seu blog, mas sinceramente não sei como fazer, agradecia que me explicasse.
Paz de Jesus.

HELCIO MARCOS DA SILVA disse...

PAZ DO SENHOR GEZIEL GOSTEI TEM MUITO ENSINO BIBLICO QUE EDIFICA QUE O SENHOR ABENÇOE. HELCIO