Alerta Final

Visite a página no face book geziel.costa

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Oração pelas chaves



Está se tornando cada vez mais comum em nossas igrejas os modismo herdados dos neopentecostais. Antes reprimíamos as campanhas específicas de milagres nessas igrejas. Sempre advertimos sobre os galhos ungidos, folhas ungidas, fitas, laços, pulseiras ungidas e etc. A nossa proteção é Jesus, leia o (Sl 91). Mas aos poucos estamos adotando os mesmos modismo. Começamos com as campanhas específicas de milagres, não que não creiamos em milagres, mas que nessas campanhas é comum esquecer Jesus e por em seu lugar, bênçãos, milagres e prosperidade. A ordem está invertida.


Os pioneiros sempre pregavam: Jesus salva, batiza cura e leva para o céu. Hoje se prega milagres, bênçãos, prosperidade e por último Jesus, isso quando falam dele. Não é a campanha em si, mas os objetivos dela que estão errados. A nossa prioridade é Jesus. O maior milagre, a maior bênção e a maior prosperidade que os humanos podem alcançar, continua sendo a salvação da alma. Jesus é o tema central da Bíblia. A maior necessidade humana.


Mas o que quero destacar aqui é a oração por chaves. Qual o objetivo de orar por chave? Para ela não enferrujar? Não quebrar? Não enguiçar? Logo estarão ungindo chaves carros, casas. etc. Alguns ainda ficam irritados quando discordamos disso tudo. Querem que concordamos ou aceitamos à força estas coisas. Estamos cansados de saber que a crítica é constitucional, não podemos ofender é claro. Alguns quando são criticados mandam-nos se danar e se lascar. Sim! Isso mesmo que você leu caro leitor! Ouvi dois obreiros de projeção ministerial dizerem: "Quem não concorda com a oração por chaves que se danem!" O outro disse:" irmãos, não andem e nem falem com esses críticos, se não vocês se lascarão como eles, são todos lascados!". São obreiros de igrejas que tem uma carreira brilhantes, mas que falta maturidade.


Continuo no meu direito de discordar, até que me provem ao contrário, e com respaldo Bíblico, e sem misticismo. Se quiserem continuar orando e orando cada vez mais por chaves, que continuem, mas sem empurrar-nos isto de goela a baixo como se fosse um mandamento bíblico. Precisamos tomar atitudes como a dos bereanos, leia (At 17.10-12). Era o Dr Paulo que estava ensinado, mas eles preferiram conferir se ele estava ensinado de acordo com as Escrituras.


Participava de um culto público em uma igreja, grande por sinal, quando me incumbiram a missão de orar por uma chave de uma moto, que um irmão daquela igreja tinha recebido. Ainda me disseram: "Se você nunca orou por chaves, vai orar hoje". Cumprimentei a igreja e disse:"Irmãos, o ato de orar por esta chave é simbólico. Na verdade ela está aqui representando como prova a bênção que o irmão recebeu. Como seria impossível para ele trazer a moto para os irmãos verem a bênção, está aqui as chaves representando ela". Quis amenizar a situação para não tornar-me deselegante, e disse ainda. "Mas vamos orar pelo irmão, agradecendo a Deus pela bênção adquirida, e para Deus o guardar, e ajudar a administrar as bênçãos, ele sim precisa de oração".


Nós que precisamos de oração, para recebermos ajuda e proteção de Deus, e tudo o que temos também será abençoado. Foi assim com José, onde ele punha as mãos era abençoado.


Abraços

Texto escrito por

2 comentários:

Joao Cruzue disse...

.

Irmão Geziel

Gostei muito do assunto abordado no texto, e mais ainda pelo seu bom senso, educação e respeito á consciência do "motoqueiro" quando não se negou a orar pela bênção recebida por ele.

Mesmo não concordando e nem aprovando o modismo, foi prudente o bastante para não escandalizá-lo. isto me faz lembrar de Naamã, quando conversava com Eliseu sobre sua necessidade de "emprestar" o ombro ao Rei da Síria quando entrava no templo de Bel. Ele iria por encargo de função, mas já tinha aprendido que Deus só havia um que era Jeová de Israel.

Parabéns pelo Blog e pela atitude.

Irmão João.

.

Geziel Silva Costa disse...

Irmão João Cruzué

Obrigado pelas palavras de incentivo, que só me motiva cada vez mais a estudar, aprender e por em prática as Escrituras transmitindo-as corretamente.

Bom saber que o irmão observa o texto de um mesmo ângulo, fica claro a sua compreensão exata da Bíblia. Que Deus continue nos abençoando, e nos dando graças, obrigado.

Abraços
Geziel