Alerta Final

Visite a página no face book geziel.costa

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Oração pelas chaves (parte ll)



Caros leitores!

Alguns dias atrás, escrevi algo sobre orar especificamente por chaves, o que muitos não entenderam, leram erradamente, e se apressaram em fazer juízo. Escrevi no texto, dando a entender, que orar especificamente pelas chaves, é uma figura de linguagem, e perguntei: Qual o objetivo de orar por ela? Para não enguiçar? Não enferrujar? Disse ainda que as chaves estão ali presente no culto, como prova da bênção adquirida, que pode ser um carro, uma casa, uma moto... Tendo em vista ser impossível levar até a plataforma a casa, o carro ou qualquer outra coisa. Então a chave é a prova da bênção recebida, e devemos orar pelo irmão que a recebeu , ou pelo carro, pela moto, casa. Para quem sabe ler um pingo é uma vírgula.

Acontece que tem os analfabetos bíblicos, (como costuma dizer um grande amigo), são os que não aprendem nunca a palavra, e nem tem interesse em aprender, passam anos e mais anos, e o conhecimento deles é sempre o mesmo, nunca crescem nem na graça e muito menos no conhecimento.

Também tem os analfabetos mesmo que não sabem ler, e querem criticar.De maneira nenhuma disse que isso era um pecado, como afirma alguns. Não afirmei ser uma heresia, e sim um modismo.Não sugeri que fosse proibido nas igrejas, nem disse que os que assim o fazem,(orar por chave), são do diabo, que devemos repreendê-los, prendê-los e se possível, excluí-los etc. Alguns até comentaram: A igreja está prosperando, orando por chaves, estamos sendo abençoados! Alguém tem que repreender o crítico das chaves, devemos ir a público e condená-lo.O que tem orar por chaves? Uma simples chaves, uma pequena oração que mal há?
Mas no texto escrevi que se quiserem continuar orando, que continuem, mas sem querer empurra de goela abaixo nos fiéis, como se isso fosse uma ordem divina, ou uma lei irrevogável.

Estão tentando impor a ditadura evangélica? Ninguém pode mais expressar uma opinião diferente que agora estamos contra ministério, trabalho, prosperidade, pastores etc? A Igreja Católica que por muito tempo impediu seus fiéis de se expressarem, e discordarem, que era fogueira na certa. Agora só faltam por no estatuto das igrejas, que os críticos, os de opinião diferentes, sejam lançados na fogueira, na cova dos leões. Se quiserem imprimir este texto e mostrarem para vossos superiores, que o façam, isso não alterará meu entendimento deste assunto. Não é por que criticamos que estamos contra, os meus melhores amigos são os que mais me criticam, e no entanto, não deixaram e nem deixarão de serem meus amigos. Pode se criticar tudo nesse país, menos as chaves de alguém.

Se quiserem me convencer, mostrar meu erro,( se é que estou errado) será por debates e discussões sadias, e nunca por ameaças e pressões.

Oremos pelos donos das chaves, ou pelo seu bem adquirido em vês da própria chave. Que mal tem?
Abraços
Geziel

2 comentários:

Anônimo disse...

Naõ gostaria de tecer comentário sobre oração de chave não, porem gostaria de dizer que não concordo com o envolvimento da igreja com politica(estado), pois o que e bom para Angola,EUA,... ou outra nação pode não ser para nós,e digo isso porque todas as vezes que a igreja na antiguidade se misturou com politica(estado) já sabemos o que aconteceu, e o nosso pais surgiu de colonização Lusa+africana+indigena. Sabemos que num pais que somente 25% são evangelicos (servem ao Deus verdadeiro ) podemos atraves da conquista de espaço politico abençoar, reverter isso so; com tempo e evangelização, pois afirmo que nenhum de nos pode mesmo sendo presidente da república mudar isso,pois sabemos que quando o povo de Israel se distanciava dEle o senhor retirava as bençãos, era cativeiro, derrota,pragas etc..."somos um povo de labios impuros no meio de um povo de impuros lábios"como podera alguem os abeçoar???, Feliz e a nação cujo Deus e o Senhor. Tenho visto muitos irmãos e igrejas desabarem na política.

Geziel Silva Costa disse...

Anônimo,
A bem da verdade, Jesus não veio fundar estado nem igreja-estado. Mas sim a sua igreja. A igreja está separada do estado.

Porém, na política todos estamos inceridos. comemos, bebemos, compramos, viajamos, gastamos e ganhamos, estamos incerido no contexto estado.

Porém este não pode ditar os princípios para a igreja, porque esta já tem os seus.Igreja e estado está bem diferenciado.

Abraços
Obrigado pela visita ao blog, volte sempre.