Alerta Final

Visite a página no face book geziel.costa

quinta-feira, 21 de maio de 2009

O FIM DA LEI É CRISTO


O FIM DA LEI É CRISTO


Interpretamos que o fim da lei é Cristo, não como o fim da validade da lei, ou que ela tenha sido anulada. Os dez mandamentos, sendo cinco referentes a Deus, e cinco referindo-se ao próximo, são os dois grandes mandamentos no NT. O primeiro e grande mandamento do NT é: "Amar a Deus acima de todas as coisas. E o segundo semelhante a este, amar ao próximo como a ti mesmo".


Quem ama a Deus não toma seu nome em vão, não tem outros deuses e etc.
Quem ama o próximo não mata, não o rouba, não difama e etc.
Como vimos a lei não está anulada, nem perde a validade. O sentido mais provável é que Cristo põe fim ao regime da lei. O texto de 2 Co 3:7-16

"E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,Como não será de maior glória o ministério do Espírito?Porque, se o ministério da condenação foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça. Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória. Porque, se o que era transitório foi para glória, muito mais é em glória o que permanece.

Tendo, pois, tal esperança, usamos de muita ousadia no falar. E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório.Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo abolido;E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará".

Nos mostra que uma das fraquezas dos israelitas foi não perceberem que o fim do ministério de Moisés era Cristo. Cristo era o objeto Glorioso da administração da Lei, mas o véu estava posto sobre o coração daqueles israelitas de maneira que eles não puderam Ter essa visão, e tentaram uma auto-justificação. O texto de Gl 3:23, 24



"Mas, antes que a fé viesse, estávamos guardados debaixo da lei, e encerrados para aquela fé que se havia de manifestar.De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados".
Também aponta para esta mesma verdade quando chama a Cristo de “fé que está para ser revelada”.
Aqui, não é somente a Lei moral que está sendo referida, mas todo o Pacto Mosaico do Sinaítico era comparado à direção e à disciplina de um pedagogo. Nesse sentido, a Lei não somente aponta o pecado do homem, não somente o condena, mas apresenta-lhe o caminho da sua salvação: Cristo.

A letra mata

Retomando a questão, mas respeitando seu contexto bíblico, alertamos que a letra a que Paulo se referiu não pode ser identificada como sendo o estudo (conhecimento) teológico. Até porque o apóstolo era um dos doutores da igreja (At 13.1) "E na igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo".
E jamais poderia pensar assim. Acreditamos que são dispensáveis aqui quaisquer comentários sobre a erudição e a aplicação de Paulo aos estudos. Isso é uma prova cabal dos benefícios da educação teológica!

Não é a lei nem a palavra de Deus escrita, em si mesmas, que destroem. Trata-se, pelo contrário, das exigências da lei, que sem a vida e o poder do Espírito, trazem condenação. Mas mediante a salvação em Cristo, o Espírito Santo concede vida e poder espiritual ao crente para que este faça a vontade de Deus. Mediante o Espírito Santo, a letra da lei já não mata. No seu contexto, esta linha de 2 Coríntios 3:6 "O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica".

Expressa um contraste importante entre a impropriedade do sistema do Velho Testamento e a suficiência de Cristo para nos salvar do pecado. A "letra" representa o "ministério da morte, gravado com letras em pedras" que foi dado aos israelitas através de Moisés" (3:7, 3). O “Espírito” representa a nova aliança de Cristo, revelada através do Espírito Santo e escrita em nossos corações (3:3, 4, 6,8).

Geziel Silva Costa

8 comentários:

Miss. Marli disse...

O alerta é válido, para que não fiquemos sem orientação.

O alerta ajudá-nos e aponta para uma direção, levando-nos a seguir para o ALVO - Jesus Cristo.

Seu blog é muito bom.Estou seguindo ele.

Visite o meu.

Abraços.

Geziel Silva Costa disse...

Olá, Miss. Marli!

É uma honra ter vc como seguidora do meu blog. Isso me motiva mais a contribuir para o reino de Deus.

Grande abraço, estarei visitando o seu.
Geziel Silva Costa

Miss. Marli disse...

Querido parceiro de blog, gostaria que você visitasse meu blog e desse uma palavra acerca da postagem: Ei, Deus, voc~e está ai?

Sua opinião é muito importante pra mim.

Obrigada e parabéns pelo blog.

Anônimo disse...

a paz do Senhor irmão geziel,tenho visitado varios blog sobre este assunto em parte concordo mas vejo que alguns vem estrapolando em nome do evangélio,tem irmãos chamando o presidente de fascista irmão geziel com todo respeito biblicamente essa é a forma de evangelizar que Cristo ensinou? estou assinando como anônimo por falta de experiência com a internet caso intereçar ao irmão meu email na sua resposta é só avisar no mais que nosso Deus o abençoe!!!.

Geziel Silva Costa disse...

Anônimo,

Você tem todo direito de discordar, e mostrar sua opinião. Mas analise comigo sobre certos comportamentos estranhos do presidente, em especial ao apoio demostrado com certas leis e grupos exclusivista.

Agora, quando rejeitamos a atitude do presidente quantoea isso, não significa que não estamos evangelizando. A evangelização também inclui repudiar, mostrar,reprovar atitudes pecaminosas, e mostrar a verdade do evangélho, ainda que com palavras duras.

๑۩۞۩๑ Baruch haba b'shem Adonai ๑۩۞۩๑ disse...

Gostei muito de sua maneira de colocar um assunto muito importante e tambem muito edificante.
Mas tenho ouvido que trazendo do grego está mesma passagem fica assim " A finalidade ou o objetivo da lei é Cristo", o que não difere quase em nada do que você explicou.

Na Paz e no amor de Jesus Cristo.

Geziel Silva Costa disse...

Olá meu querido irmão!

Eu não consegui indentificar seu nome.

Exatamente, o objetivo da lei é levar até Cristo, porque ele salva, não a lei, ele perdoa os pecados enquanto a lei aponta.

Abraços
GSC

osmalaquias@yahoo.com.br disse...

fico muito triste que ainda têm pessoas que não conseguem entender está passagem. dizendo que o fim da lei é cristo, como ele tive finalizado a lei. sua intepretação é correta linguisticamente, infelizmente temos irmãos dando interpretações arraigadas no antesemitismo. parabéns